Brasil participa da Design Week México em uma iniciativa do Projeto Brazilian Furniture e da Apex-Brasil

 

O México tem sido um dos mercados que registram maior demanda por móveis produzidos no Brasil

 

Em mais uma iniciativa do Projeto Brazilian Furniture, desenvolvido pela parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), empresas brasileiras estiveram presentes no final de outubro na Design Week México. A mostra, considerada uma das maiores do mundo no segmento de design, teve o Brasil como país convidado na edição deste ano.


Uma das participantes foi a Ornare, que tem no mercado mexicano um de seus principais alvos. Thiago Tadeu, responsável pela gerência internacional de negócios, define a presença da empresa no evento como muito produtiva, lembrando que ela já realizou mais de dez grandes projetos na capital mexicana a partir de Miami e que agora há o interesse em estabelecer uma flagship store no país.


Thiago Tadeu cita como o principal objetivo da Ornare no evento conhecer o conceito do mercado de Design de Luxo na capital mexicana, através do contato com arquitetos, designers e lojistas. “Buscamos prospectar potenciais revendedores interessados em  representar a marca na cidade do México com a abertura de um showroom. Não tínhamos a pretensão de vender mobiliários e sim de captar negócios e esse objetivo foi atingido”, comentou. “Com o apoio da Apex-Brasil e do Projeto Brazilian Furniture foi possível oferecer uma estrutura sofisticada para receber o publico mexicano”, finaliza Thiago.


Outra empresa presente na Design Week México foi a A Lot Of. Para Pedro Franco, Chief Executive Officer (CEO), “o trabalho realizado pelo Brazilian Furniture e pela Apex-Brasil tem dado um grande apoio para as empresas que querem tornar o Brasil um produtor de excelência. Falando especificamente da A Lot Of, o Projeto tem nos auxiliado muito em nosso processo de internacionalização não só junto ao mercado mexicano. Participamos este ano também de importantes ações realizadas nos Estados Unidos, em Dubai e em Milão”, comenta.


Em relação ao mercado mexicano, Pedro Franco destacou que ele atrai as principais marcas internacionais, que contam com monomarcas ou com distribuidores locais, sendo estratégico para o mercado de design. “A Design Week México tem reconhecimento internacional por ser um evento que engloba também a conceituação em torno da marca, uma vez que ocorre nas ruas e espaços abertos da cidade e essa característica contribui para dar visibilidade à nossa marca, que apresenta produtos com forte identidade englobando um estilo de vida”, conclui.


Duas iniciativas marcaram a participação do Brasil como país convidado da Design Week México. A primeira delas foi a Rota do Design 2013, que percorreu vários espaços especialmente estruturados em diversos pontos da Cidade do México, entre os quais o “Meet In”, localizado no sofisticado bairro de Polanco. Lá os visitantes entraram em contato com as novas tendências em móveis e design do portfolio dessas empresas brasileiras reconhecidas internacionalmente.


Paralelamente à Rota do Design, o Projeto Brazilian Furniture promoveu uma nova edição de seu Projeto Vendedor, reunindo os principais importadores, atacadistas, distribuidores, tradings, varejistas e especificadores do mercado. Bertolini, BRV, Itatiaia, Lopas, Santos Andirá, Unicasa, Carraro, Mademóveis, Kiplac, Leifer e Parma são as onze empresas que participaram das rodadas de negócios. No ano passado, o Projeto Vendedor promoveu 152 reuniões que foram responsáveis pela geração de uma projeção de negócios da ordem de US$ 3 milhões.


O México tem sido um dos mercados que registram maior demanda por móveis produzidos no Brasil e integra a relação de países-alvo do Projeto Brazilian Furniture. “Os dados econômicos e comerciais mexicanos são favoráveis e recomendam o investimento em ações diferenciadas e de fomento a negócios como essa que estamos organizando. No comparativo entre o primeiro semestre de 2012 e deste ano, nossas associadas cresceram em 66% o volume de suas exportações para esse país”, detalha João Araújo Neto, gerente do Projeto Brazilian Furniture.