Chile e Peru no radar das exportações brasileiras de móveis

 

Projetos Vendedores reúnem compradores potenciais e empresários brasileiros

 

 

O Peru é hoje um dos mais importantes mercados-alvo para as empresas integrantes do Brazilian Furniture. Já representa 19% do total exportado pelas empresas do Projeto e ocupa o segundo lugar como destino principal das exportações do setor.

 

O cenário econômico favorável e a crescente presença dos móveis brasileiros naquele mercado são alguns dos motivos que levaram o Brazilian Furniture a promover, nos dias 22 e 23 de abril, na cidade de Lima, o Projeto Vendedor Peru, que contou com a participação de 21 empresas.

 

 

Em outro importante mercado-alvo, o Chile, também têm evoluído de forma bastante positiva as exportações de móveis brasileiros. No período de 2010 e 2011, elas aumentaram cerca de 6% e o país é responsável por cerca de 17% do total exportado pelas integrantes do Projeto, o que o transforma no quarto maior destino para essas empresas no exterior.

 

“Nossas companhias se beneficiam da aberta e estável economia chilena, de uma burocracia relativamente simples e clara, e de consumidores com poder aquisitivo elevado”, avalia Vinícius Gerard, da área de Promoção Comercial do Brazilian Furniture e responsável pela coordenação do Projeto Vendedor.

 

 

Das dez empresas participantes da iniciativa, duas retornaram ao Brasil com negócios firmados. Outros 30 contratos já estão sendo negociados e a perspectiva de vendas para os próximos 12 meses deverá superar US$ 2,29 milhões. Durante dois dias foram realizadas 51 reuniões com grandes empresas locais, entre as quais Hites, Sodimac,  Medular, World Trade e Comercializadora Hogar y Diseño.