Empresas moveleiras querem ampliar presença no mercado mexicano

 

Projeto Brazilian Furniture estima US$ 2 milhões em negócios nos próximos 12 meses para as 15 empresas participantes do Encontro Moveleiro Brasil-México

 

São Paulo, 16 de outubro de 2012 – A Cidade do México recebe nos dias 24 e 25 de outubro a quarta edição do Encontro Moveleiro Brasil-México, organizado pelo Projeto Brazilian Furniture e que tem por objetivo promover as exportações brasileiras de móveis. A iniciativa conta com o apoio da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), do Sindicato das Indústrias da Madeira e do Mobiliário do Distrito Federal (SINDIMAM) e da Associação Brasileira das Indústrias do Mobiliário (Abimóvel).

 

A delegação brasileira é formada somente por empresas participantes do Projeto Brazilian Furniture e o seu número mais do que dobrou em 2012 em relação ao evento realizado no ano passado. Nesta edição será apresentado um portfolio bastante representativo do setor, abrangendo desde móveis prontos para montagem (RTA - ready to assemble) para sala, dormitório e cozinha; passando por móveis planejados infantis, para escritório e cozinha, até os de linha alta, de alto valor agregado e design diferenciado.

 

Além do espaço para exibição dos produtos, o Encontro Moveleiro Brasil-México prevê a realização de uma série de reuniões pré-agendadas entre empresários nacionais e potenciais clientes, incluindo importadores, distribuidores e lojistas.

 

“No ano passado, realizamos 86 reuniões e projetamos para esta edição mais de 150 encontros. Entendemos que eles possuem um potencial de geração, em um horizonte de 12 meses, de US$ 2 milhões em negócios para as empresas participantes da delegação”, explica João Araújo Pinto Neto, gerente do Projeto Brazilian Furniture.

 

Com o crescimento da indústria brasileira de móveis, o país passa a ter condições de ampliar a sua participação internacional. Hoje, o Brasil responde por menos de 1% desse mercado que deverá movimentar cerca de US$ 116 bilhões em 2012. No ano passado, o volume total das exportações do setor somou US$ 542 milhões em vendas realizadas para 138 países.

 

“As 51 empresas integrantes do Brazilian Furniture exportaram, até julho deste ano, US$ 40 milhões para os principais mercados-alvo do Projeto, que são Angola, Chile, Colômbia, Emirados Árabes, Estados Unidos, México, Peru e África do Sul. Trata-se de uma evolução de 12% em relação ao desempenho registrado em igual período do ano passado”, informa João Araújo.

 

Em relação às vendas brasileiras para o mercado mexicano, o executivo destaca que embora tenha sofrido com a crise econômica mundial, o setor de móveis vem apresentando uma recuperação nas exportações. Os móveis de madeira respondem por 54% do valor comercializado para aquele país, seguido por partes para assentos (28%) e móveis de metal (16%). “Até outubro do ano passado, o Brasil exportou US$ 4,45 milhões e um dos objetivos desta iniciativa é consolidar esse processo”, complementa.

 

Integram a missão comercial brasileira as empresas Artefama, Bertolini, BRV Móveis, Caemmun, Carraro, Colibri, Irmol, Leifer, Mavaular, Mademóveis, LineaBrasil, Moval, Multimóveis, Serpil e Unicasa.