Index Dubai abre perspectiva de US$ 4 milhões em negócios para empresas brasileiras

 

Localização do estande e organização da presença nacional na mostra foram destaques

 

O Projeto Brazilian Furniture viabilizou uma vez mais a presença de empresas brasileiras na Index Dubai – Emirados Árabes Unidos, uma das principais feiras de interiores do mundo. E o resultado foi dos mais positivos, com negócios já efetivados de US$ 800 mil e a projeção de vendas para os próximos doze meses da ordem de US$ 2,2 milhões.


Uma das empresas participantes foi a Saccaro e segundo o seu gerente de exportação, Gustavo Scala, um dos destaques foi a localização privilegiada do estande brasileiro. “Estávamos próximos ao pavilhão europeu e recebemos muitos visitantes qualificados”, relata, informando que um dos contatos realizados já se encontra em estágio avançado de negociação. “Trata-se de um lojista com presença tanto em Dubai como em Abu-Dabi. Estamos retornando nesse segundo semestre para um novo contato pessoal e devemos ter a negociação concluída até o final do ano”, comemora Gustavo.


Outra empresa que teve uma impressão bem positiva da Index Dubai 2013 foi a A Lot Of. “Ficamos muito satisfeitos com a organização e com o estande, totalmente de acordo com o projeto que enviamos. Os Emirados Árabes retomaram a rota do crescimento, são receptivos a novas informações e se transformaram em um portão de entrada para o mundo árabe”, comenta Pedro Franco, diretor da empresa.


Ditalia, Luhome, Politorno, Unicasa, Vamol e Cristais São Marcos foram as outras empresas brasileiras participantes. Ao final, foram contabilizados 589 contatos nessa mostra que atrai compradores de todo o mundo, em especial da região do Conselho de Cooperação do Golfo, que reúne os Emirados Árabes Unidos, Bahrain, Kuwait, Omã, Catar e Arábia Saudita.  Somente nos três primeiros meses deste ano, os Emirados investiram no setor residencial US$ 1,53 bilhão; a Arábia Saudita US$ 1,13 bilhão e o Catar US$ 300 milhões.